Blog

  • 27
  • ABR
  • 2018

As diferentes formas de representar o planeta Terra

Em Geografia, utilizam-se diferentes formas de representação da superfície terrestre, tais como: o globo, os mapas, os planisférios, o planetário, as linhas imaginárias, sinais, símbolos, etc. Durante o primeiro trimestre, os alunos do 6º ano estão tendo um primeiro contato com estas ferramentas na prática. O objetivo principal é mostrar ao estudante, de forma mais concreta, visual e real o funcionamento e situações do mundo, como os movimentos do planeta, a Lei da Gravidade, solstícios e equinócios, leitura e interpretação das linhas imaginárias, diferentes tipos de escalas, o uso de legenda, entre outros.

Prof. Joselino Schlindwein Junior - Geografia/História

  • 25
  • ABR
  • 2018

Jogos de aprender

Agora foi a vez dos alunos do 5º ano Integral se valerem de jogos de percurso para desenvolver o raciocínio lógico. A atividade promoveu o diálogo e a reflexão coletiva sobre regras, a busca por estratégias, o pensamento dedutivo e a solução de problemas.

  • 21
  • ABR
  • 2018

Dia 19/4 comemoramos o Dia do Índio

As crianças da Educação Infantil aprenderam muito sobre a cultura, moradia, dança, puderam sentir, tocar, cheirar, ver de pertinho e degustar boa parte da alimentação oriunda da raça indígena. Confeccionaram chocalhos para cantar e brincar. Nas aulas de música, mais integração com instrumentos musicais próprios dos índios. Seguindo a temática "Índio Brasileiro Bate o Pé no Chão" aprenderam que ao invés de bater a mão na boca para fazer sons, o índio brasileiro quando dança bate o pé no chão. Sua pintura é baseada na fauna, com marcas que rementem à pele de onça pintada e pássaros. Utilizando tinta feita da semente de urucum, as cores predominantes são o vermelho e o preto. As índias usam saias e vestidos compridos como as nossas. Gostam de brincos e adornos de cabelos feitos com penas de pássaros que encontram soltas pela mata. Não matam os pássaros para utilizarem suas penas! Gostam de alegria, amam a natureza e querem respeito. “Foi surpreendente ver o conhecimento dos pequenos sobre alguns alimentos que provamos. Quando perguntei porque as bananas do cacho eram verdes e não amarelas, um respondeu que era assim porque não ainda não maturou.... Teve criança dizendo que banana verde é boa pra fritar...Isso é cultura é aprendizado vindo de casa. É uma troca: eles trazendo respostas do conhecimento vivido e isso não tem idade”, conta a professora Simone, que conduziu os trabalhos do Dia do Índio na Bambinata. Veja álbum de fotos no facebook.

  • 16
  • ABR
  • 2018

Dicionário ilustrado: ideal para alunos do 1º ano

Os alunos do 1º ano estão sendo estimulados e realizarem pesquisa de verbetes e significados no dicionário. Para essa faixa etária, a Bambinata adotou o Dicionário Ilustrado, facilitando o manuseio e a compreensão desse riquíssimo material. O uso de imagens desperta ainda mais o  interesse da criança, reforçando, também, a memorização das palavras.

  • 11
  • ABR
  • 2018

Na Terra e no ar

Aprendendo sobre as representações de nosso planeta, os alunos do 4º C tiveram contato com o globo terrestre e o mapa-múndi. Depois de explorarem o livro didático, brincaram de pilotos de avião virtual, percorrendo oceanos e continentes. Assim, o aprendizado ficou mais lúdico e divertido.

  • 06
  • ABR
  • 2018

Uno, dos, tres!

Para os alunos do 2º ano, foi usado o jogo UNO no ensino da Matemática. Utilizando as cartas do jogo, eles realizaram diversas somas de três parcelas. Diversão garantida e cálculo afiado numa só atividade.

  • 02
  • ABR
  • 2018

As aventuras de Rogerinho, por Bernardo P Ferreira, 6B

Um dia, o Capitão Rogerinho estava andando pelos altos mares em busca de ouro e de fortuna, para conseguir contratar tripulantes e um barco novo.

O Capitão estava andando quando, de repente, encontrou um polvo chamado Kraken. 

Ele atacou o barco, fazendo o capitão cair no mar.

Ele, inocente, não fez nada. O Kraken atacou Rogerinho que desviou e apareceu outro navio pirata, que ajudou o capitão, deixando-o feliz.

Eles atacaram, mataram o polvo gigante e o venderam. Rogerinho virou o capitão deles.

 

PRODUÇÃO TEXTUAL DE UM CONTO DE AVENTURA

Desenvolvido por ledz.com.br